Imagem pessoal é uma ferramenta de comunicação?

Imagem pessoal é uma ferramenta de comunicação?

Como é possível a imagem pessoal se transformar em uma ferramenta de comunicação?

A imagem pessoal é de fundamental importância para traduzir aquilo que você quer expressar. É comum, no dia a dia, que todos nós façamos uma avaliação, um prejulgamento de toda e qualquer imagem visualizada. Isso é inconsciente, certo?! Não temos controle a respeito disso. E veja bem, estou me referindo a leitura que nosso cérebro faz sobre arquetípicos e não esteriótipos.

Mas, o que é isso? Toda comunicação pela imagem vem da percepção. Não só a própria mas principalmente, a do outro. E nas percepções temos os arquétipos, ou aquilo que já está enraizado em nós, livre de julgamentos e do aprendido onde a leitura é feita a partir da vivência de cada um.

Arquétipos: são símbolos que nos transmitem alguma sensação ou reação emocional de forma inconsciente. As cores, linhas e formas compõem símbolos arquetípicos. É um conceito que representa o primeiro modelo de algo ou antigas impressões sobre algo. Conceito criado pelo suíço Carl Gustav Jung, conjunto de imagens primordiais que dão sentido às histórias passadas entre gerações, formando o inconsciente e o imaginário  do inconsciente coletivo.

Esteriótipos: É habitualmente um conceito infundado sobre algo e é geralmente depreciativo. É uma noção preconcebida e muitas vezes automática, que é incutida em nosso subconsciente pela sociedade. Define-se estereótipo social como crença coletivamente compartilhada acerca de algum atributo, característica ou traço psicológico, moral ou físico atribuído extensivamente a um agrupamento humano, formado mediante a aplicação de um ou mais critérios, como por exemplo, idade, sexo, inteligência, filiação religiosa e outros.

Percebe como arquetípico e esteriótipo são coisas bem diferentes uma da outra?

E por que digo isso? Porque para desenvolver sua imagem pessoal é fundamental que você se conheça!!

O que faz parte de sua imagem pessoal? Tudo que pode ser visto em você! Como seu cabelo, sua mímica, sua vestimenta, seu comportamento, conscientemente ou não.

Toda imagem pessoal transmite mensagens a respeito de quem a gerencia. É portanto, uma comunicação não verbal. E o grande “X” é fazer com que esta imagem tenha a mesma percepção por você e pelo outro. Ou seja, tenha congruência com o que você é, o que passa para o outro e, como é percebido pelo outro!

Num ambiente profissional cada vez mais global e competitivo, a nossa imagem profissional não é apenas avaliada no tempo em que estamos no escritório. Tudo o que faz, diz e publica será considerado quando as pessoas formam uma imagem sobre si, incluindo a forma como se apresenta.

Pode parecer injusto, mas há estudos que mostram que pessoas que se cuidam bem, têm uma aparência mais agradável, ganham em média mais, são promovidas mais facilmente e arranjam um novo emprego mais rapidamente. Mas, mais importante do que a beleza propriamente dita, quando se sente bem consigo mesmo, mostra mais autoconfiança que influencia a forma como os outros avaliam as suas competências.

O objetivo é valorizar sua imagem respeitando sua personalidade, fazendo escolhas visuais conscientes que traduzam quem você é, levando em consideração as demandas da vida que você vive. Afinal, todo mundo tem uma mensagem que deseja comunicar.

Dicas

Seguem algumas dicas que ajudam a melhorar a sua imagem no local de trabalho e a criar o estilo que representa quem é e o que é importante para si.

Defina o seu estilo – Comece buscando inspiração: em revistas de moda, pessoas famosas…o que eu gosto neste look? Qual o sentimento que me envolve?

Seja coerente  – Existe uma palavrinha no mundo dos negócios “Dress Code”!! O modo correto de vestir está diretamente relacionado com o ramo de trabalho. Um escritório de advogados terá um estilo bastante mais formal do que uma empresa de publicidade. Tenha isto também em atenção quando vai a entrevistas ou reuniões.

Ligue aos pormenores – Se gosta de um estilo mais criativo ou chamativo mas se trabalha num ambiente mais formal, aposte nos acessórios e calçado para transmitir o seu gosto pessoal. Um par de sapatos vermelhos ou uma camisa com um padrão subtil fica muito bem com um fato formal.

Escolha os materiais – Se prefere um estilo confortável mas o seu trabalho exige um estilo mais formal, aposte na qualidade dos tecidos. Tecidos de boa qualidade (e de forma geral mais caros), são mais macios, deixam respirar melhor a pele e vincam muito menos.

Jogue com as cores – As cores têm um grande poder na imagem que transmitimos e ao mesmo tempo no nosso estado espírito. Há cores que ajudam a criar uma imagem de confiança e autoridade como o vermelho e azul elétrico e outras ajudam a aproximar-se mais facilmente das pessoas como o bege e verde.

Cuide da comunicação – A sua imagem profissional é também formada com aquilo que comunica online. As redes sociais ganharam uma importância enorme nos últimos anos na construção dessa imagem.

Pode publicar ou partilhar artigos, imagens, etc que reforçam as suas ideias e competências. Mas tem que ter sempre cuidado com comentários e opiniões pessoais no âmbito profissional, para não prejudicar a sua reputação.

Observe os outros – Last but not least, tenha cuidado com a sua forma de falar e linguagem corporal, principalmente quando entra numa nova empresa.

Assim, por meio da comunicação intra e inter-pessoal, é possível criar e desenvolver uma imagem coerente e consistente, envolta em associações psicológicas positivas que dêem visibilidade necessária para que uma pessoa se transforme em referência no seu ambiente vivencial. Por isso concluiu-se que o Marketing pessoal tornou-se um instrumento estratégico fundamental da construção de valor para a marca pessoal, uma das ferramentas mais eficientes de diferencial no mercado de trabalho.

PERSONAL BRANDING
Receba Dicas de como Fortalecer a sua Imagem no Mercado de Trabalho
Assine nossa Newsletter!
ASSINAR
close-link